João 10, 11-18 Devoção

A Voz do Bom Pastor, ou Pastor

Introdução: Um turista Americano que estava viajando no Oriente Médio. Ele encontrou vários pastores cujos rebanhos se misturaram enquanto bebia água de um riacho. Depois de uma troca de saudações, um dos pastores voltou – se para as ovelhas e gritou: “Manah. Manah. Manah.”(Manah significa “siga-me” em árabe.) Imediatamente suas ovelhas se separaram do resto e o seguiram. Então um dos dois pastores restantes gritou: “Manah. Manah.”e suas ovelhas deixaram o rebanho comum para segui-lo. O turista americano Então disse ao terceiro pastor: “eu gostaria de tentar isso. Deixe-me colocar sua capa e turbante e ver se consigo fazer o resto das ovelhas me seguir.”O pastor sorriu conscientemente, quando o viajante se envolveu na capa, colocou o turbante na cabeça e gritou:” Manah. Manah.”As ovelhas não responderam à voz do estranho. Nenhum deles se moveu em direção a ele. “As ovelhas seguirão alguém que não seja você?”O turista perguntou. “Ah, sim”, respondeu o pastor, ” às vezes uma ovelha fica doente, e então seguirá qualquer um.”Muitas palavras reconfortantes foram pregadas sobre este texto ao longo dos anos, e com razão. Verdadeiramente, somos consolados pela personificação de nosso precioso Senhor como nosso pastor e guia. Levando-nos a pastagens novas e convidativas, nosso Senhor, enche nossa sede de fontes de água viva. Este pastor, nosso pastor, é aquele que cuida de todas as nossas necessidades. Ele carrega nossos jovens e fracos em seus ombros. Nossas feridas são curadas por seu toque terno. Quando estamos perdidos, ele nos procura, deixando o rebanho para trás para nos encontrar. Ele conhece cada um de nós pelo nome e mais para conhecer nossas personalidades, tendências, temperamentos, hábitos e acima de tudo nossos corações. A proteção de seu rebanho é sua prioridade e para nos salvar ele está disposto a morrer. “O bom pastor põe a sua vida para as suas ovelhas”. Jesus nos diz que veio resgatar suas ovelhas das garras do lobo voraz, dos falsos pastores e de todos aqueles que levam à morte. Ele invade as portas do inferno, do pecado e da morte. Suas armas são sua palavra e seu corpo crucificado na cruz e sangue derramado na cruz. O pastor dá sua vida por suas ovelhas. Em sua morte, ele faz o sacrifício supremo e nos reconcilia a Deus. O pastor tornou—se uma ovelha—o próprio Cordeiro de Deus-e se torna o sangrento Cordeiro do sacrifício. Porque é que ele fez isto? As escrituras declaram que todos nós, como ovelhas, nos desviamos, cada um à sua maneira. E você? Você se desviou?

o que podemos fazer? Não há proteção? Ouça as palavras de Cristo. “Conheço as minhas ovelhas e sou conhecido por elas. As minhas ovelhas ouvem a minha voz e me seguem. Através de sua palavra na Bíblia, ouvimos Sua voz, sua voz nos lembrando o quanto ele nos ama. Através deles, o Bom Pastor nos guia e nos protege. Neles ouvimos Sua voz enquanto ele conforta e nos leva a um pasto ao lado de águas paradas, onde ele restaura nossas almas. Sim, todos nós como ovelhas nos desviamos, mas as escrituras continuam… ” e o Senhor colocou sobre ele as iniqüidades de todos nós…ele foi levado como um cordeiro para o matadouro.”Por amor de Jesus, pelas suas pisaduras curou todas as suas ovelhas doentes. Somos perdoados por todas as vezes que seguimos outras vozes, outros pastores. O Senhor nos carregou sobre seus ombros.

conclusão: existe apenas um pastor. Ele é o Bom Pastor, Jesus Cristo. Ouvimos a sua voz. Mesmo que todos nós nos desviemos às vezes, ele nos persegue, reunindo-nos em seus braços e perto de seu coração. Lá ele remove nossas tocas com as mãos perfuradas e cuida de nossas feridas e nos faz bem e nos dá vida…sua vida foi dada por suas ovelhas. Ouça a voz de Jesus. “Eu sou o bom pastor, que dá a vida por suas ovelhas.”Esse é o amor Dele por você. Amem.