Aprendizagem Personalizada? Novos Insights sobre a promoção da capacidade de aprendizagem-OCDE

Download article | by Sanna Järvelä | Published in personalizing Education, OECD / CERI, 2006

Sanna Järvelä, da Finlândia, analisa evidências de pesquisa e esclarece questões-chave sobre personalização. Ela diferencia a personalização da individualização, por um lado, e da aprendizagem social, por outro, e, em vez disso, a vê como uma abordagem na política e prática educacional em que cada aluno é importante e como um caminho para a igualdade de oportunidades através do desenvolvimento de habilidades de aprendizagem e motivação. Ela examina sete dimensões críticas:

• o desenvolvimento de habilidades-chave que muitas vezes são específicas para um determinado campo de trabalho. A construção do conhecimento e o compartilhamento de conhecimento formam os principais processos de aprendizagem; e estes estão ligados ao desenvolvimento de conhecimentos e habilidades de ordem superior, que são os principais organizadores dos processos de construção e compartilhamento.

• tornar as oportunidades iguais para os alunos através da melhoria direta das habilidades de aprendizagem dos alunos. Isso significa ensinar os alunos a analisar, criticar, julgar, comparar e avaliar, e pode ser estendido para ajudar os alunos a pensar com sabedoria.

• Incentivo à aprendizagem através da construção de motivação. Professores motivacionalmente eficazes tornam a escola significativa, ajudando os alunos a aprender, entender e apreciar seu valor, especialmente em aplicações potenciais para o conhecimento fora da escola.

• construção de conhecimento colaborativo. Novos ambientes de aprendizagem na educação e no local de trabalho são frequentemente baseados em conhecimentos compartilhados. Modelos de ensino, ferramentas e práticas estão sendo desenvolvidas para apoiar a aprendizagem colaborativa e a compreensão recíproca. Ela analisa três elementos: investigação progressiva, aprendizagem baseada em problemas e aprendizagem baseada em projetos.

• novos modelos de avaliação. O aprendizado personalizado depende de novos modelos de avaliação, como avaliação Autêntica, avaliação direta do desempenho e portfólios digitais.

• uso da tecnologia como ferramenta cognitiva e social pessoal. Para que a agenda de personalização tenha sucesso, ela diz, são necessários modelos para o uso efetivo da tecnologia para apoiar a aprendizagem individual e social. Ele pedirá uma colaboração multidisciplinar entre designers educacionais e desenvolvedores de tecnologia e o uso de dispositivos móveis e redes sem fio.

• os professores são fundamentais. Novos ambientes de aprendizagem exigem projetos instrucionais complexos e os professores precisarão ser fortes em comunicação e colaboração. É através deles que as áreas acima serão promovidas, incluindo as de habilidades de aprendizagem e novas formas de teste.

leia o artigo inteiro: novos Insights sobre como promover a capacidade de aprendizagem